Por trás daquela foto!

posted in Artigos

Por trás daquela foto!

A reposta é sim. Você pode ser um fotógrafo profissional. Fotografar casamentos, natureza, gotas, cotidiano, apresentações musicais, insetos e tudo mais. Grandes equipamentos fotográficos estão ao alcance de todos e a internet é uma fonte ilimitada de conhecimento. Então se você quer realmente ser um fotógrafo, continue firme. Mas será que você sabe o que é ter a fotografia como profissão? Isso é algo que eu não sabia quando comecei a me aventurar neste mundo.

O Investimento

Comecei a fotografar há cerca de 5 anos atrás, quando comprei minha primeira câmera. Uma Rebel Xsi da Canon com a uma lente 18-55mm. Fiquei um ano pagando aquela câmera e naquele momento eu achava que nunca mais precisaria comprar nenhum equipamento. Puro engano. Com 3 meses aprendi que não teria chance nenhuma na fotografia de eventos se não tivesse pelo menos um Flash externo.

Me desdobrei e acabei comprando um 430 EX II que até hoje me acompanha. Desde então, já comprei mais uma 18-55 mm, uma 70-300 mm da Tamron, uma 50 mm 1.8, uma 55-250, uma 85 mm 1.8, uma 18-135 mm, uma Canon T3i e uma Canon 5D Classic. Isso sem contar os filtros, muitas pilhas alcalinas para o Flash e as baterias extras para as câmeras. Deixando de fora outros investimentos paralelos com carro, gasolina e tantas outras coisas que nem consigo listar. Esteja consciente de que os gastos são altos. Você até pode começar cobrando pouco para fotografar mas isso é insustentável a longo prazo.

A Experência

Se você ainda não domina totalmente sua câmera uma boa dica é grudar em alguém que saiba mais do que você e aprender o máximo possível. Pesquise sobre as diversas técnicas que existem, domine-as. Você precisa controlar a câmera e saber como configurá-la para uma foto antes mesmo de colocar ela no olho. A fotografia é feita de momentos únicos, e acredite, alguns acontecem muito rápido e, você tem que ser ágil ou irá perder aquela foto para sempre.

É um fato que o mercado hoje está cheio. Dificilmente você encontrará alguém disposto a te ensinar. Se você já tem essa pessoa, valorize. Não é todo mundo que sai por ai contando seus segredos e mostrando como fazer aquela foto linda. Um bom começo é fotografar os eventos do seu círculo social. Festas de aniversário, formaturas, passeios em família. Quanto mais situações e o quanto mais diversas melhor. Não tenha medo.

O dia a dia

Fotografia não é só festa. Se você quer ser um fotógrafo por status ou para participar de mais festas, desista. Você pode até participar de mais eventos do que antes mas você estará lá a trabalho e é muito diferente. Em um casamento comum, você sai de casa para fotografar no meio da tarde e fica por conta até a madrugada do outro dia. É uma jornada intensa e desgastante em que por vezes você fica em pé por horas a fio e não sabe quando terá tempo e a oportunidade de tomar um copinho de água. Depois do evento é sempre tempo de descarregar as fotos, selecionar, tratar e entregar o serviço para o cliente como combinado. As vezes com álbum, outras vezes sem.

A hora de clicar chega a ser menos da metade do tempo, o resto do tempo você faz trabalhos secundários que sustentam sua fotografia. E este nem é um retrato completo da rotina de um fotógrafo. Pense duas vezes antes de se aventurar. Um casamento, por exemplo, só acontece uma vez e você não pode vacilar durante a execução do serviço por cansaço ou despreparo.

A paixão pela fotografia

É ela que nos faz buscar textos sobre, é ela que nos faz passar horas vendo fotos lindíssimas na internet e é ela que nos faz enxergar o mundo de uma maneira única. Uma maneira que só quem é fotógrafo (mesmo que entusiasta) consegue ver. E aposto que é ela que te traz essa vontade de ser um fotógrafo profissional. Curta mais sua paixão por fotografia, tire mais fotos e conviva com pessoas que compartilham da mesma paixão. Se você realmente ama a fotografia, o mercado de trabalho precisa de você. Porque tudo o que fazemos com amor fica bem feito e a falta de trabalhos bem feitos hoje é clara. Quando tiver certeza de que este é o seu caminho, não se esqueça de estudar. E lembre-se, nem tudo precisa ser fotografado. Alguns momentos precisam apenas ser vividos e guardados na sua memória.

Você só conseguirá ser um fotógrafo profissional se você ama de verdade a fotografia. O gosto pelo momento do clique e pelas boas fotos que você tira durante um evento é o que deve te alimentar e incentivar durante seus trabalhos. O processo todo pode até ser meio chato, mas vale a pena quando você tira aquela foto em que você diz: “Essa foto ficou tão legal que nem parece ter sido tirada por mim”. Como disse Bill Watterson, “O mundo é mágico!”. Vá e registre a magia do mundo com sua fotografia!