7 Dicas para capturar o momento decisivo

posted in Artigos

7 Dicas para capturar o momento decisivo

O momento decisivo é um “conceito fábula” introduzido pelo fundador da fotografia de rua, Henri Cartier-Bresson. Se você tem interesse por fotografia com certeza já esbarrou com o nome dele e com este conceito por aí. O momento decisivo é um momento belo, onde todos os elementos da composição estão na posição ideal e você tem menos que um segundo para capturar o momento. Como você pode capturar o momento decisivo, ou melhor ainda, identificar o momento decisivo?

  1. O que é um “momento decisivo” para você?

Para começar você precisa identificar o que é o momento decisivo para você.

Para mim o momento decisivo é quando encontro pessoalmente um significado, emoção ou uma agitação.

Quando vejo um momento decisivo, fico empolgado. Vejo aquela foto surgindo diante dos meus olhos, o coração acelera com a possibilidade de conseguir registrar a cena. Vejo a beleza da vida e quero registrar para poder compartilhar o que vi com os outros.

  1. Siga sua intuição

Quando estou fotografando tento seguir a minha intuição. Ficar tranquilo enquanto observo o que acontece a minha volta e tento não pensar em outras coisas. Silencio o celular e observo as fotos que estão à minha volta, o quanto mais minha cabeça estiver livre de preocupações mais facilmente encontro os momentos decisivos.

IMG_6035

  1. Veja e faça

Quando vejo um momento decisivo eu não penso, apenas clico.

Em termos técnicos, relacionados a fotografia, é por isso que fotografar no modo manual nem sempre é uma boa ideia. Prefiro fotografar no modo de prioridade de abertura e deixar que a máquina selecione as outras variáveis para mim, como o ISO e a velocidade. Sempre deixo o foco no ponto central, que é o mais rápido, e me preocupo apenas em buscar as fotos.

O quanto menos me preocupo com aspectos técnicos mais eu consigo me preocupar com a fotografia e com os momentos decisivos. Não tenha medo de usar as capacidades da câmera a seu favor.

  1. Fotografe o que te dá medo

Quando vejo uma pessoa em me dá medo ou que me deixa desconfortável, vejo que existe ali um possível momento decisivo para ser capturado. Uso o medo com um guia de que a cena pode ser interessante.

IMG_1315

Por exemplo, andando pela rua vejo uma pessoa que faz meu coração bater um pouco mais rápido, faço a foto dessa pessoa. Quero reduzir qualquer tipo de arrependimento em minha fotografia e sendo assim o medo não pode ser uma barreira.

  1. Procure por emoção e gestos

Acho que os melhores momentos decisivos são aqueles acompanhados de poderosos gestos e emoções. Prefiro não fotografar pessoas que estão com os braços do lado do corpo. Procuro pessoas transpirando emoção e isso pode ser por meio de gestos ou por sua expressão facial.

Também gosto de escutar minhas próprias emoções. Os dias em que me sinto sozinho e frustrado, olho para os outros que se sentem ou parecem solitários. Em outros dias, em que estou me sentindo mais extrovertido e confiante, procuro por mais alegria. Crianças brincando, um casal namorando ou até mesmo um olhar.

IMG_9423

  1. O que é significante para você?

Por fim, procuro por momentos decisivos pessoais e eles não precisam ser em um evento ou na rua.

Quando procuro fazer uma fotografia pessoal, documentando a minha vida e das pessoas que convivo, deixo a câmera sempre pronta e comigo, pronta para fotografar. Observo momentos que mostrem alguma emoção, alegria, tédio ou até mesmo raiva. Mostrar momentos tanta de amor quanto de frustração. Mas a chave é fotografar coisas que tenham significado para mim, mesmo que não tenha para outras pessoas.

  1. Trabalhe a cena

Então no final das contas o momento decisivo não é uma coisa muito objetiva. É qualquer coisa que desperte o seu interesse. E saiba que há bilhões de momentos decisivos acontecendo todos os dias. Se acontecer de perder um, há outro aparecendo na próxima esquina.

Finalmente, muitas vezes você já vai estar fotografando antes que capture ou identifique um momento decisivo. Não tire apenas uma ou duas fotos e saia correndo. Sempre trabalhe a cena e tire muitas fotos sempre que possível.

Prefiro tirar 300 fotos de uma cena e ter uma foto interessante do que tirar uma ou duas fotos de 300 cenas.

Seja seletivo em termos do que você acha interessante e quando você encontrar, faça seu melhor para fazer a melhor foto possível.

Conclusão

A vida é curta e os momentos transitórios. Seu trabalho como fotógrafo é procurar capturar alguns momentos decisivos e significativos para você e compartilhar a beleza que percebe com outras pessoas.

Nunca desista, compartilhe sua visão com o mundo e nunca pare que aprender!

Tradução com adaptações: http://erickimphotography.com/blog/2016/08/16/7-tips-how-to-capture-the-decisive-moment-in-street-photography/